Cadeira 01 - Cidinha Almeida


Maria Aparecida de Almeida é natural de Santana do Deserto - MG.
Viúva, mãe de 3 filhos que são sua fonte de inspiração.
Teve uma infância feliz,onde pode viver em contato direto com a natureza.
Foi ganhadora de um prêmio em uma redação quando cursava o terceiro ano primário, desde então se interessou pela escrita. Já casada, começou a cursar Filosofia, mas teve que parar por problemas pessoais.
Hoje escreve poemas de amor, contos e textos para refletir e pretende publicar um livro. Participou da Antologia comemorativa de um ano da AVL.
É curiosa quanto aos sentimentos por isso aproveita seu estado de espírito para escrever .Escritora e presidente da Academia Mundia de Cultura e Literatura , assina seus escritos como :Cidinha Almeida

Página no facebook:

https://www.facebook.com/Cidinha1408/

Fundadora e Administradora dos Grupos :

https://www.facebook.com/groups/812424838883135
https://www.facebook.com/groups/1273059996092633/


Recordação.

Sempre no cair da tarde
lá na linha do horizonte
quando o sol se põe
escondendo atras dos montes..
bate aquela tristeza
um aperto no coração
saudades do seu sorriso
de ouvir aquela canção
que você cantava pra mim
em versos e prosa
sempre trazendo na mão
um lindo buquê de rosas
depois me dava um beijo
fazendo juras de amor
meu coração palpitava
meu corpo sentia calor
hoje aqui tão sozinha
só tenho recordação
desses momentos sublimes
da nossa doce paixão...


Totalmente sua.

Ainda guardo comigo
o calor daquele momento
você invadiu minha alma
desarrumou minha calma
tomou-me em teus braços
e no mais longo abraço
me fez totalmente sua
ainda guardo comigo
o beijo que você me deu
eu me entreguei por inteiro
fiquei tão sem ação
foi tudo tão de repente
deixei de lado razão
e te entreguei o meu coração.


Anjo da noite .

Parece um anjo da noite
que chega sem eu perceber
me toca sem cerimonia
me fazendo enlouquecer.
me entorpece pois durmo
e ele ousado me assanha
desliza a mão suavemente
com as unhas afiadas me arranha.
quem esse que se deita comigo
me faz amor no meio da noite
me enlouquece com carinhos
me desarma com seus beijos.
não sei se e anjo ou demônio
que me açoita de prazer
a noite parece criança
quando ele vem me ver.
se e sonho ou devaneio
eu não consigo explicar
esse ser que faz amor comigo
sabe como me provocar.
enlouquecida me deixa
leva-me a exaustão
um anjo que me provoca delírios
de amor ou de ilusão.
autora :Cidinha Almeida.

15/12/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


A culpa e do vinho.

a noite sempre convida
a lua cheia de graça
estou em minha sacada
na mão carrego uma taça.
o vinho meu companheiro
me faz sonhar com você
ali sonho acordada
querendo que venha me ver.
que chegue sem avisar
que traga contigo o desejo
que ali naquela sacada
façamos amor entre beijos.
debaixo da luz da lua
estamos embriagados
ouvindo uma musica lenta
como eternos namorados .
estou perdendo o juízo
e a culpa e do vinho
eu a lua e a musica
sonho com seu carinho.
e a magia do momento
me faz acreditar
que sua presença e real
que você veio me amar .

Autora :Cidinha Almeida.
19/12/2016


Ser criança.

Vamos brincar de roda
vamos cirandar
pular amarelinha
soltar pipa no ar
hoje estou feliz
voltei a ser criança
vou juntar a molecada
e festejar em uma dança
vamos dar gargalhada
vamos jogar bola
só não podemos
e fugir da escola
hoje e dia de festa
vamos brincar molecada
mamãe não vai se zangar
ela esta fazendo cocada
para vender na feira
porque e domingo
papai esta viajando
e vovó esta dormindo
vamos brincar molecada
quero mais e ser feliz
deixa os vizinhos falarem
eles não sabem o que dizem.
hoje e dia de festa
quero mais e rolar de rir
jogar bola na rua
sem me importar se cair .
quero mais e ser feliz
chutar a água da chuva
tirar meleca do nariz .

autora: Cidinha Almeida
22/02/2017
autora :Cidinha Almeida


Postagem oficial Dia 11 /02/2017.

Saudades de você.

Não me deixe assim inquieta
esperando você voltar
a saudade esta maltratando
volte logo vem me amar
as lágrimas jorram dos meus olhos
já não consigo me conter
a dor que se faz em meu peito
e saudades de você
não adianta negar
sua boca já me pertenceu
já me entreguei ao seu abraço
seu corpo um dia foi meu.

autora: Cidinha Almeida
11/02/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


Dor na alma.

E tudo acaba assim
e a saudade que doí
e a lágrima que rola
e a dor que corroí.
O tempo e implacável
ele nada cura
só faz adormecer
essa dor que maltrata
quando lembro você.
quando tudo acalma
essa dor que desperta
fazendo sangrar a alma
quando o coração aperta.

autora: Cidinha Almeida
29/11/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


Instante de amor .

Ele chega devagar ,se aproxima,me toma nos braços ,me beija ,me leva para o quarto,abre um vinho , eu nada falo ,nada precisa ser dito , e um momento mágico,onde as palavras não fazem falta,só os gestos,os olhares , a musica, com sons diferentes, que saem da gente ,e nos instiga a dançar , a dança da paixão, da imaginação ,nos corpos em chama,e labareda que emana, como vulcão.
Sou eu e você , o efeito do vinho ,a cama é o ninho,que abriga nossos corpos , enlouquecidos , de tanto desejo, perdendo a razão ,nessa hora não tem eu e você ,somos nós, nessa fusão,de corpos suados ,totalmente misturados ,em total combustão ,o mundo la fora se torna pequeno ,diante do ato, que agora nos causa tamanha emoção.Não ,não cabe entre nós um ponto final , e só dois amantes,que se entregam ,sem medo,sem censura ,sem culpa ,não existe desculpa para acabar com essa doce emoção ,onde se entrega entre laços e abraços com tamanha luxuria ,que explode fazendo do amor , a melhor sensação.Descanso em seus braços onde o nosso cansaço, se perde e nos deixa saciados em uma suave canção.

autora Cidinha Almeida.
10/12/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


Ser poeta .

Eu já nasci poeta
mas foi a dor que me inspirou
como um grito sufocado
a poesia desabrochou.

o poeta grita em silencio
o poeta fala o que sente
o poeta entra na alma
o poeta entende de gente.

o poeta imagina coisas
o poeta inventa amores
o poeta e muito sensível
o poeta sofre de dores.

o poeta fala o que pensa
o poeta cala o que sente
o poeta planta palavras
que mexem com a nossa mente .

autora :Cidinha Almeida
20/10/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


A rosa vermelha.

A rosa vermelha
tem um significado
só e oferecida
por alguém apaixonado.

recebi seu carinho
naquela rosa orvalhada
fico sonhando acordada
em por você ser amada.

será isso um aviso ?
ou só uma fantasia
só sei que a rosa vermelha
agora virou poesia.

vou desenhar sua rosa
e guarda-la com carinho
a outra pode morrer
e deixar ir embora seu carinho.

não encontro a frase certa
para descrever em prosa
mas algo aconteceu
desde que ganhei a rosa .

Cidinha Almeida.
17/10/2016.
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476

Primavera.

Chegando a primavera
e com ela a esperança
de ver todas as flores
sorrir como criança.
a rosa orvalhada
a margarida cheirosa
a dália colorida
a tulipa mimosa.
a azaléia sensível
a camélia mais bela
amarílis com elegância
a cravina na janela.
a begônia inspira
provoca o amor perfeito
hortência e vaidosa
requer os seus direitos.
o cravo se rejeita
o amaranto e imortal
as flores se comunicam
no jardim do meu quintal.
o jasmim na sua alegria
o lírio tão inocente
o copo de leite seduz
a bromélia tão resistente.
a dama da noite inebria
com o seu doce perfume
dançam-se as borboletas
dançam-se os vaga lumes .


Deus ,olha em meus olhos,aqui mora toda sua obra existente em mim ,pois meus olhos são espelhos de minha alma ,eles nada escondem de ti ,procure aqui os traços do meu destino, eles mostram a estrada que já percorri ate agora ,transforme os se preciso for ,fazei-me merecedora dessa transformação,examine os detalhes, e veja se só enxerguei com verdadeiro amor as maravilhas que a vida me dá, veja Senhor ate que ponto eu me doei em verdades e pude ver bondade nas pessoas,julga -me se sou merecedora de suas grandezas ,observe bem em mim e veja se tu aprovas os serviços prestados por mim , se a paz, e a luz que esses olhos transmitem são suficientes para lhe agradar ,observe Senhor,se existe afeto suficientes para eu enxergar as necessidades do meu irmão.Agora eu te peço ,colha as minhas lágrimas e as examine com carinho ,veja meu Senhor se as desperdicei sem necessidade ,nas minhas aflições e anseios,ou se as usei nos momentos de alegria e agradecimento.
Julga Senhor o valor de minhas lágrimas frias ou quentes derramadas pelo simples fato de eu existir .
Senhor tome meus olhos para ti , e fazei com que eles enxerguem muito além de mim mesma ,que eu posso usar toda a minha visão para agradar a ti , a tudo , e a todos ,tire de mim essa venda que não me deixa enxergar quão grande e o seu amor por mim.
GRATIDÃO ,GRATIDÃO ,GRATIDÃO.
By:Cidinha Almeida
18/12/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


''''''''''' Desabafando'''''''''

Hoje estou assim ,sem poesia
mas to tranquila, to favorável
ouvi tanto isso na televisão
que aprendi o refrão
a musica só fala isso
parece um batidão
e o garotada adora
e fica remexendo o bundão
parece que falta palavras
esse e o nosso Brazilsão
e a língua portuguesa
sendo ridicularizada
na boca do povão
vamos estudar criançada
aprender a falar direito
esse pais já esta em decadência
se continuar assim não tem jeito
aqui tudo vira festa
ate uma musica sem cultura
a política essa nem se fala
e blá blá blá sem futuro
não investe em nada
para melhorar a educação
o salário e de miséria
e incentivo a violência
que é mostrada na televisão.
a saúde ,coitado do povo
morre a míngua sem socorro
os médicos só querem diploma
por pura ostentação
hoje estou assim ,sem poesia
mas estou revoltada com tanta hipocrisia
Ah! como seria bom
se todas as vozes gritassem
chega,estamos cansados
desse pais mascarado
dessa política suja
dessa escravidão
dessa falta de recurso
para a nossa educação...

autora: Cidinha Almeida.
26/02/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


Dor que alegra.

Essa saudade me doí
e ao mesmo tempo me alegra
pois me faz lembrar de você
e me leva pra onde o vento carrega.

Me sinto uma folha seca
levada pela ventania
que me leva ate você
isso me causa alegria.

Só assim me sinto completa
com você nasce raízes
a folha adquiri vida
apagando as cicatrizes.

autora: Cidinha Almeida.
11/06/2016.Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


Perfume da noite .

A noite tem cheiro bom
cheiro de mistério
de algo inexplicável
e mistura de gente limpa
com o suor do trabalhador
parece um cheiro de terra
que desabrocha a flor
tem cheiro de asfalto
cheiro de gasolina
cheiro de criança nova
de brincadeira de menina
a noite cheia a poesia
tem cheiro de boemia
e rapaziada no bar
e moça querendo namorar
a noite cheira a pecado
tem cheiro de paixão
a noite tem o seu perfume
que abrasa o meu coração.

autora:Cidinha Almeida
26/12/2016


Brindar a vida .

Hoje vou brindar a vida
motivos, não sei se tenho
mas sei, eu mereço um brinde
regado de alegria
inspirado de poesia
com ou sem companhia
ouvindo uma melodia
para me sentir bem.
hoje eu vou brindar a vida
TIM TIM pra mim
e para você também.

autora :Cidinha Almeida
23/12/2016


Minha eterna poesia .

Não e porque estas longe
que eu vou te esquecer
você será sempre poesia
que trago no meu viver.

em cada canção de amor
meus pensamentos voam
viram sonhos românticos
que minha mente povoam.

seu rosto esta gravado
seu sorriso virou miragem
vivo completamente
focado na sua imagem.

seus olhos tem tanto brilho
parecem mudar de cor
cada vez que eu te encontro
para falar de amor.

me sinto tão completa
cada vez que penso em ti
nem todas as dificuldades
vão te separar de mim.

autora : Cidinha Almeida
24/11/2016
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.


Uma noite para nós dois .

Essa noite não quero nada
a não ser sonhar acordada
sonhar com nosso romance
em uma noite enluarada.

uma cabana deserta
uma lareira acessa
um vinho ,e um jarro de flores
enfeitando a nossa mesa .

um banho de espuma
uma cama com lênçoes de cetim
beijos ardentes e toda sua atenção
voltadas totalmente para mim .

essa noite serás todo meu
nada vai nos incomodar
desliga o seu telefone
e vem, estou pronta para te amar.

essa noite será de nós dois
uma noite inteira de amor
sonhar os sonhos mais loucos
devaneios ,em um doce sabor .

autora :Cidinha almeida.
14/10/2016.
Direitos autorais preservados pela lei de nº 715.014
livro 1.382-folha -476.