Cadeira 18 - Domini Wassandjuca


Wassandjuca é anomato de Jesus Miguel Barros Domingos, solteiro de 19 anos de idade nascido ao 17 de Outubro de 1997 em Matala-Huíla, É estudante do ensino médio na escola do ''ciclo 1068 em Matala, Tem actuado como escritor, Poeta, compositor e Declamador Colaborador da Rádio 2000- Matala e da Rádio Web Difusão litoral, Palestrante e moderador. É Activista Social e Cultural. Pertence Ao Movimento Lev' Arte onde ocupa o cargo de coordenador do Sector Matala, Presidente da Associação dos Filhos da Matala, Sócio da Editora Mulemba, Coordenador dos países africanos na AMCL Tem um livro publicado pela editora Evan do Carmo, edição 2016-vida em folhas apagadas e ainda tem outros livros a serem publicados destacando o livro: o namoro não é o fim da vida. Participou em diversas revistas e antologia tais como:Revista arte solta, 1 e 2 edição- brasil 2016/Revista otchilongo, 1, 2 e 3 edição-angola 2016 e 2017/Antologia rastos de sangue, angola 2016/Revista pets companybrasil 2016/Antologia poemas e aforismo, brasil 2016/ Entre outras revistas de destaque nacional e internacional.



MENSAGEM DE FELICITAÇÃO.
Numa caminhada não importa a distância o importante é darmos o primeiro passo assim dizia Léo Tzé. Queridos irmãos e confrades da academia mundial de cultura e literatura hoje fazemos um ano de trabalho árduo, difícil mas graças a audácia e tenacidade de todos cá estamos para mostrar ao mundo que unidos somos fortes um ano são 365 dias de Reflexão, partilha e emoção e nós aqui sentimos pois nos conhecemos e aprendemos a viver na unidade na diferença para fazer do mundo um lugar belo sem preconceito, racismo, xenofobia ou outros males aqui Apostamos na valorização do homem como homem e não como um fim ou recurso.
Quero agradecer ao magnífico Djalma Pinheiro que pensou em fundar está casa onde todos cabem e a nossa mãe Cidinha Almeida e a todos que fazem parte desta academia.
Caros acadêmicos hoje é para nós motivo de festa pois alcançamos leitores e o nosso telos foi almejado não obstante passamos em inúmeras dificuldades mas ainda assim cá estamos e aqui chegamos e os novos eleitos em particular ao meu Homólogo Octaviano Joba na Coordenação dos países africanos e ao Ernesto Muamba- Isso é prova de que aqui todos somos iguais e temos o mesmo direito por isso, sejam bem vindos e com amor desejo bom labor nesta empreitada assim como todos.
Desta, feita quero agradecer a todos que votaram em mim para me colocar como Conselheiro Geral da acadêmia essa sim é uma oportunidade e graças a confiança merecida de vós prometo levar avante este cargo e ajudar a acadêmia a crescer, crescer e crescer mais.
Caros, é mas um compromisso assumido mas uma etapa a ser construída e um sonho a realizar vamos todos labutar para crescer.
Viva a todos e Feliz aniversário.
AMCL- Somos todos uma nação crescendo para a edificação da literatura a nível mundial sem nenhum preconceito.


WELCOME
(À UMA MULHER DO FUTURO).
"NÃO PODEMOS ESCOLHER PORTAS CERTAS O QUE DEVEMOS É FAZER DESTA PORTA CERTA"
ao meu manso coração
ao meu livro aberto
onde todos lêem
e tiram conclusões
ao além da minha vida
seja bem vinda ao meu mundo
Minha querida.
Sou uma res pública
de sofrimento
sem pão sem sentimento
de solidariedade
morro em noites escuras
da minha vai(na)da de
Descubro-me nos dias sem sol
onde separa a noite
e o dia congrega seja bem vinda
minha Berlinda
não te preocupes
encontraste uma terra
com fantasias e defeitos
onde haverá choro e alegrias
Fácil começar
renhido manter
então vamos orar, a Deus .


AMENO AMOR.
À Maria de Fátima Gomes.
Encontrei no teu corpo
o sabor da minha loucura
és tu, minha amargura
levar-te-ei nas alturas.
.
Fazes meu coração a saltitar
Da tua boca o amor descobri
Lindo é viver no teu corpo
viajar contigo nos pensamentos
agradeço por esse magno sofrimento.
.
A distância é fortex do meu amar
cada amanhacer é a certeza
de que contigo quero ficar
se Deus quiser me casar.
.
Olho o teu equador
vejo os pontos cardeiais
tudo bem localizado
vida de quem te deixou
pois agora tu és minha
querida princesinha.
.
Passei várias estradas
a tua não tem burraco
passei sem ter fadiga
faço-te amiga
companheira
minha moela, és da minha costela.
És minha Eva
sou teu adão
te levo no palco do domingão.
.
Poeta Wassandjuca.


DEVEMOS PROCUAR A PAZ DE ESPIRITO SEMPRE.
PAZ CHEGOU
---
Veio e alegria trouxe
novas casas
e urbanizou-nos
e o gemido passou
e nada preocupou
mas a paz chegou.
_-_
4 de abril
dia da paz
viva a paz
estou feliz
foi neste dia
que levamos paz
nos papeis para
O coração contando
cada emoção
se vai um filho
mas a paz veio.
_-_
Contigo ganhei
a paz conquistei
muitos chineses
que brincam
com as manas temos
casas e centralidades
com a mão de almofadas
Ainda gritamos aleluia
Pela paz. viva a paz.
_-_
São 14 anos de paz
vivendo feliz
com o lombi e
com a subordinação
do neufastismo
e com as secas
a paz chegou
que não passou
diferente e aferente
igual a Ghandi
_-_
A paz trouxe tudo
tudo pela paz
escolas e cadeias
deliquentes
e liambeiros foram
exterminados para
não trazer desgraças.
_-_
Pela paz...
recordamos o sangue
civil desta terra
na era da guerra
e embolismo deste
povo que almejou paz
_-_
Novas casas
e estradas
pela paz foram construidas
iluminações na nossa vida
tudo isto graça a paz
viva a paz.
_-_
14 anos sem guerra
nesta terra
de muitas glórias
e victórias
sem falar das
grandes memorias
que inspiram-nos
paz e tranquilidade.
_-_
A paz trouxe tudo
o que não tinhamos
a paz foi conquistada
custando sangue
e filhos deste povo
más tudo foi feito
pela paz alcansada
Que executa e pratica
Que ajuda e pensa
viva a paz. haja paz
MATALA,04/04/2016.


ADEUS À HORA DA LARGADA

NUNCA É TARDE PARA SONHAR.
A vida é breve,
Com dores
Desamores
Também se vive
Nunca pare de sonhar!!
Nunca será tarde para ti
A vida é para os fracos,
Os fortes não lutam
Não resistem
Os fortes são:
Perfeitos
Delirantes
Magoantes
Os fracos são:
Homens do pão
Que têm perdão
Sonham
E realizam
Fazem acontecer no impossível;
Caem e levantam;
Se fazem de fraco.
Para eternizar a fortaleza
Nunca é tarde para sonhar!!
Com:
Novo amor
Novo lar
E ter um bem estar
Nunca é;
Tarde para sonhar
Devemos sonhar e realizar
Lutar e vencer
Cair e levantar
Nunca é tarde!!


TANTOS DESAFIOS
O mundo já não adora a DEUS.
Adora o santo dinheiro.
Faz o homem perder o juízo.
Luta, falando de Deus, pelo dinheiro...
Cristãos feitos de gatunos,
Pensando tão pequeno!
São enganadores,
Falsos trabalhadores,
Infiltrados na escola da vida.
Deus é único! Muitas igrejas
Causam o terrorismo,
A desunião!
São membros do governo.
Igreja adora o inverno
Tem lamborguini
Matam os crentes verdadeiros.
Preferem o rico!
Há distinção de cor,
De raça e classe social.
Os pastores são fornicadores!
Bêbados e adúlteros.
Pregam pelo dinheiro!
Desprezam outras igrejas.
Uns se matam pelo poder,
Outros ao invés de recorrer ao supremo,
Recorrem aos santos.
Cometem pecado no altar do senhor...
Deus não respira!
O local não inspira!

Tanto desafio!


SOU PECADOR
.
Sim sou
Cometo mil vezes
Sem censar ao dia
Mato em cada melodia
Ainda só ouvido
As paredes já choram
Não aguentam o cheiro
Da minha maldade
.
Busco kavitiviti para ganhar
Mesmo assim sou perdedor
As minhas folhas secaram
E as folhas vermelhas
Já não têm vidas
As verdes já não
Dão mudança
Muito menos esperança
.
A cada dia é uma pobreza
Dentro da minha natureza
Vou matar
Sou pecador
Autêntico causador
De grandes dores
Que venha o salvador
Desta nanção
Vou cantar pra eles
Uma linda canção
.
Brinco com as boxas
Brinco com o mastro
Brinco com o povo
Enveneno os pretos
Condeno os inoncentes
Julgo os pobres
Mato quem é o honesto
Gosto o desonesto
Sou pecador
.
O mulherengo
Doce como morango
Mesmo assim me amam
Tenho todas mboas
São minhas jimboas
Ladro tipo lombua
Na cama sou vivo
Penso negativo
Vou te asfixiar
Não brinca de afiar
Sou pecador
Sim sou
.
POETA WASSANDJUCA
AOS. 06/09/2016 


PALAVRAS
.
As palavras saem de mim
Expresso o que está no jardim
Permite-me comunicar
Faz-me também praticar
.
Conquistei-a
Libertou-me
Também condenou-me
E causou divórcio
E deu-me reconselhação
Através do perdão
.
São lindas e belas
Não são pedras
Mas machucam quando
São atiradas com muita
Força, deixa a esperança
As palavras machucam
.
Palavras lindas
Vêem de pessoas belas
Que matutam positivo
Palavras más ou verborrea
Vêem de pessoas que amam
Cogitar negativo
Mais é comunicanção
Alegra o coração
.
Poeta Wassandjuca
Aos. 25/08/2016
In: Cunene/ Ondjiva



SAUDADE
Vendi o meu amor
entreguei-o ao orgulho
pintei de tristeza minha vida
onde a saudade faz parte
onde a separação foi forte
.
Até quando?
vamos viver só,
sem as nossas palavras
ficar sem a tua SMS
ao meio dia,
sem escutar a melodia
do teu corpo...
.
Nesta calada da noite quero-te
volte para mim, dê-me a última chance.
Sinto saudades tuas
dos teus pretos jardins
das tuas cachimbas
que enchem meus lábios
volta amor...
.
Quero viver nas tuas pernas
sentir teu carinho
apalpar tua beleza
estar contigo nas clarezas
para descrevermos o amanhã.
.
sou uma árvore sem folha
uma mente despedida
a espera de ti
que os ventos te tragam 


AS GRANDES COISAS DA VIDA NÃO SE ESQUECEM...
.
.
"JAMAIS"
Apagará essas saudades.
essas memórias,
Os sorrisos da nossa felicidade.
nas noites de vitórias.
.
Jamais me esquecerei
dos teus amenos lábios
do teu rosto
dos carrinhos e afectos
dos teus olhares inocentes
das coisas feitas diferentes.
.
Das promessas que fazíamos
da vida que levamos
das tuas kissanguas
e dos teus alimentos
hoje trilho a gaudia sem você
Jamais Avó.
.
Os audaz e românticos
conselhos, e da voz suave.
Jamais sairás da minha mente...
.
Como és arquiteta de palavras
Rainha do meu mundo
saiba que o teu reinado é eterno. 


VAIDADE DA SAUDADE
Procuro-te na luz da noite
Quero beijar-te
E fazer contigo pecado
Pois no dia tenho medo
Procuro nos becos do coração
Encontro apenas a solidão
Já se faz 4 dias sem ti nem o tu
Sinto saudades de ti
Venha matar meus desejos
Com os teus fortes beijos
Deixar minha alma nua
Com as tuas carícias
Ó mulher Muíla
Vem, vem, vem
Vem, vem, vem
Quero te
Cruzei-me com o verbo amar
Sinto-me proclamador
Do nosso amor
Dos teus beijos eu, não me
Esqueço do teu amor eu,
Mereço
Deixaste-me um sabor doce
Da sua ausência
E da sua experiência
Com lagrimas sábias
Lembro-me da quela canção
E que tocou tanto no meu
Coração com está canção
Junto da minha emoção
Chamo-te, vem,vem.
Minha doce de mel
Dueto de Poeta W e Armandus.


"SAUDADES"
vizinha do meu corpo
Perna do meu coração
Lágrimas do meu copo
Fonte da minha nutrição.
.
Vai se calando o tempo
Ouço a voz no deserto
Foge a prenseça
Dói-me a ausência
Dos teus lábios
Da tua face
Do teu olhar de onça
Das tuas curvas.
.
Nos une o coração
Separa-nos a distância
Nas cordas vocais dos dias
Melancólicamente vivo
Na esperança de ama-la.
.
PW. 


A QUEM NÃO MERECE.
A minha nobre confiança
A meu pauperrímo amor
Nem a minha mudança
Nem tão pouco favor
.
Vivemos num mundo
Em que boicotar é moda
Mundo tão bom e fundo
Mas cheio de imundos
.
Não merecem o meu choro
As minhas palavras
A minha vontade de cultivar
.
Se não são hipócritas
São irónicos;
Falsos, bajuladores
Contigo são cristão
Com os outros se tornam ateu
E conspem nos céus
.
Nem o meu beijo
Meu branco sonho
Não merecem a minha amizade
São como camaleão
Vivem assim
A procura de algo assim
É triste mas é assim.
Poeta Wassandjuca 


"BUSCAR"
Busco no mar este amor
Na beleza do dia uma pedra
Na tristeza da noite uma felicidade
Para descrever o mal do amor
Busco no mar o motor desta vida
O carinho desta querida
O sentimento puro e maculado
Busco as forças dos deuses
As oorações dos reis
O coração de um leão
Para viver do perdão
E chorar nos viveres dos qualquer
Busco a existência da vida
O amor buscado
Lembrado e exaltado
Nos altares das igrejas
Estampado no meu rosto
A felicidade do meu amor
.
03/03/2017. 


GUERREIRA
.

És tu mulher de seios duros
És tu mulher do vai-vem
És tu mulher dos corre corre
És tu que cuidas um filho sem pai
És tu que fazes o bem e evitas o mal
És tu pai e mãe
Educadora
Melhor professora
Mesmo sem ter passado na escola
És tu a Kitandeira
A zungueira
A sofredora
Que vence em cada acidente
Que pelo teu filho morres
És tu que dormes com a cama
Para salvar tua família
Perdes a tua dignidade
A tua mocidade
Mesmo assim bela,
E conservas uma sã pureza.


A NOITE
Tão escura
Sem a futura
Melhor testemunha
Verdadeira cúmplice
A melhor das melhores
As coisas acontecem dos piores
Facultando os destruidores
Malfeitores
A noite é tudo que se teme
O impossível acontece
O inacreditável acontece
As folhas queimam-se
As mãos abrem-se
Depois vem a sujidade
Esperando tudo em tudo
Direitos reservados.


SOL PARA TODOS
Sol para todos verem
Trevas para os políticos,
Com as suas demagogias,
Falsas ideologias!
Doutrinas anti-democratas!
Sol para os inocentes,
Que fazem diferente
Treva para os culpados,
Os corruptos.
Devem deixar de viver bem,
Atormentados pelo cair da noite.
Sol para todos
As crianças devem ver o sol
Chega de abortá-las,
De matá-las,
De oprimi-las,
Chega de mortes


ÁFRICA
.
Nos teus países
Já não se faz sentir a cultura
Ofuscaram a leitura
Mutaram a nomeclatura
.
As mulheres sem valores
Homens crues e piores
Berço da humanidade
Terra da desumanidade
Sem unidade
Todos querem ser chefe
.
África descolonizada
Vive pior que na era do colono
Detesta o último pequeno
O inferior não tem boca
Tem uma mente caótica
Terra a ser desvalorizada
.
Escolas de dificuldades
A cuca tirou a mocidade
Cheia de sida
Há mais divertimento
Nas noites noturnas do que
Nos livros
Aí que pena!
.
Uma África de doentes
Os antigos até hoje vivem
Governando e morre
O sonho de quem
Queria ser presidente
No fim pega aguardente
.
África
Não foste de Mandela
Nem de Savimbi
E das folhas verdes
Que estão a perder cor
Não serás, sim não
Está África não é de
Kwame Khruma
Nem de Agostinho Neto
Nem de Asser abdelai
Ninguém luta com
A política
Lutam com a cuca
.
Em vés de revolucionário
São manos revoltados
Não aceito se essa África
É de Amilcar cabral
Nem de tantos outros
Que lutaram
Pela descolonização
Homens guerreiros
,
As mulheres labutam
Nas noites, enxada Não
Na escola nada
E querem directos iguais
.
África
Na minha angola
Já não se brinca de pai
e mãe
é tudo de verdade
As crianças a terem outras
Crianças=desgrança
A globalização
Os telefones tiraram
Lugar às cartas
.
Havemos de voltar
Na reflexão da nossa terra
Hoje sem guerra
Buscar os valores culturais
Honrar as nossas tradições
E fazer da África um melhor
Continente 


BEIJO ROUBADO
--
Afinal porque a vida é assim
De tanta emoção no coração
Dela só
O tempo há-de me acalentar
Pelos factos da vida são inevitáveis
É inaceitável
.
Tudo apareceu-me um opúsculo
Do meu existir
Obrigado pelo beijo roubado
Que de tanto sabor deixou-me deturpado, descoberto de
ideias Porque deixaste Beijar-se?
É fácil a mar quando a gente
É amado e desejado pelo amor
Que por ele pensava que somos
Chamado mais a vida me fez nuir
A relatividade do seu ser
Ser vivente
E existente
.
Meu coração é pequeno de mais
Para guardar está falsidade de
Amor que nome darei
Que nome chama-la-ei
Do impossível para o possível
Lá se foi a paixão Catabaloada
.
Como ei de chamar-te?
Porque você deixou?
Até agora não percebo
Essa vossa confiança
Que me causa desconfiança
Que não fomenta esperança
Já não creio no teu tu
As palavras não covencem
Você deixou ser roubada
Na simplicidade você matou
A minha nobre e querida vida
Você não evitou
.
Doí tanto de pensar que você
Fez isso, sim
Porquê nem todos devem
Estou com as pedras sem
A força para atirar
Isso vai voltar sim vai
Então retiro-me
Deixo-te livre ó pedra
Porquê roubou-me
Traiu-me
Não me veneraste
Você deixou
Até logo, logo
Você!
.
Coragem sem mim
Arancarte-ei do meu jardim
Bay bay bay bay bay
Que nome vou te chamar?
Porquê você te perdoar?
Isso vai acontecer sempre
Porquê você deixou
Vai te embora
.
ONDJIVA & MATALA
By: Armandilson
By: Pwassandjuca