Cadeira 62 - Nina Costa


Nina Costa, pseudônimo de Irene Cristina dos Santos Costa, nascida em 24/11/1970 Professora da Rede Municipal há 25 anos e da Rede Estadual há 10 anos. Mulher religiosa, política, sindicalista atuante, educadora, ativista em ações afirmativas, Natural de Mimoso do Sul (ES). Desde muito nova encantou-se pelo mundo dos livros, encontrando neles refúgio, alegria e prazer. Precocemente começou a demonstrar talento para a Literatura, mais especificamente poesias e crônicas. Em poesia versa o amor, em crônicas relata passagens do cotidiano de sua cidade e de suas vivências. sócio Fundadora da ALMA - Academia de Letras Mimosense - Autores. Tem participado de algumas antologia se de sites de Literatura



Despedida final

Queria te dizer
uma última
palavra
te dar um
último abraço
beijo olhar

só então virar
as costas
pegar a estrada
e fazer você
adormecer
na minha
memória


ESPERA

Espera de amor é assim...
Saudade, latente, no peito a gritar
O corpo ardente, só querendo amar.

Espero por você na noite fria
E o desejo era toada, rítmica melodia
Ritmando meu coração a pulsar
Sem parar.

Espero umedecida como flor orvalhada
Numa mistura profana
De ansiedade e euforia.

Espera de amor é assim
Tão plena e intensa
Tão densa, tão quente
Que escorre nas lavas da minha poesia...

Nina Costa, in 27/06/2017
Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.


Narciso inquieto


Às vezes me escondo atrás do espelho,...
Turvo as águas do lago,... Me abandono de mim,
só para me reencontrar
e feliz
me amar de novo...


Entre o profano e o divino

De todos os anjos
ela o escolheu

de todas as mortais
ela foi a preferida

houve imortalidade
naquele amor menino

que nasceu profano
e adormeceu divino

porque amá-lo tem sido
sua oração de amor


O Vendedor de Espelhos

Não! Não é de sonhos.
É de espelhos...
Desses que você se olha
E encherga nada além de sua imagem
Seu rosto,
Do jeito em que ele estiver:
Alegre
Triste
Limpo
Maquiado
Novo
Envelhecido
Pálido
Ou iluminado...
Um espelho que reflita sua forma
Sensível à luz do sol e da lua.
Não é um espelho mágico
Desses que lhe respondem à indagação
"Existe alguém mais lindo do que eu?"
Mas que reflete sua verdade do momento
Sua realidade,... e lhe diz
Ora sim
Ora não
Outras, talvez...
Não importa
O que interessa é o espelho
Lindamente emoldurado
Refletindo sua imagem...
O vendedor de espelhos não sabe
Que com seus espelhos
Retirara do fundo do lago
Um Narciso apaixonado...
Irene Cristina dos Santos Costa - Nina Costa, 26/06/2012