Cadeira 81 - José Gomes Júnior


José Gomes Júnior, nasceu em São Paulo, Capital, em 05/11/1955. Filho de Maria Dolores Veiga Gomes e José Gomes. Escritor poético no Facebook, possuidor de Fan page. José, desde muito jovem, gostou de ler livros românticos como Floradas na Serras, Diários de uma Paixão, O melhor de Mim, e outros... Gosta de escrever poesias, poemas e frases... Gosta de ouvir declamações poéticas. Um ouvinte de músicas românticas. Participou da publicação do livro Antologia Ser Poeta. Participações com certificados em Saraus. Apreciador da natureza; o céu, as noites, as estrelas, o luar, o sol, as flores, o mar, os rios, os pássaros, tudo o que a natureza encanta neste mundo... Entre os amores da adolescência ficaram as cicatrizes mais gostosas de sentir hoje! José, é um vencedor, seus obstáculos hoje superado. Cultiva o bem, o amor e a fé... 



"Quem dormiu no chão deve lembra-se disto, impor-se disciplina, sentar-se em cadeiras duras, escrever em tábuas estreitas. Escreverá talvez asperezas, mas é delas que a vida é feita: inútil negá-las, contorná-las, envolvê-las em gaze."
― Graciliano Ramos

A GAIVOTA.
Na areia escrevi seu nome
a onda do mar veio
e seu nome levou.

Fiquei a olhar
nas ondas do mar
uma gaivota a voar.

A linda gaivota seu nome cantou
a saudades não me perdoou.

Sentindo o coração sangrar
comecei a chorar
ouvindo a gaivota
seu nome cantar

Aut: José Gomes Junior.


Apaixonei- me.

Apaixonei
Amei
Errei
Continuei amar
Continuei errar
Até me decepcionar
Não valeu chorar
Tenho que esquecer
Quem valor não deu
O quanto merecido
Agora esquecido...

Aut: Jose Gomes Junior
15/03/17


Beijo roubado.

Aquele beijo que
Outrora não lhe dei
Eu devia ter roubado
Deixando seu coração
Todo machucado
Nossos lábios iam sentir
Ainda muito mais
Saudades de um passado.

O tempo passou
O beijo que devia ser roubado
No sonho ele ainda ficou
Sonho esse que
Se um dia eu acordar
É um perigo eu roubar
E por você outra vez
Tornar me apaixonar.

O gosto do beijo não roubado
Sinto o gosto que tem
De chocolate ou morango
Continuo sonhando
Sem querer acordar
Quem sabe na eternidade
Eu irei o beijo lhe dar
No dia em que no céu
Nossas almas entrar...

Aut: Jose Gomes Junior
16/03/17


Natureza.

A natureza é uma beleza
Que Deus nosso Criador
O mundo enfeitou
Tudo o que nele há
Nossos olhos contemplará.

A natureza é uma beleza
E devemos muito conservar
Para nossa futura geração
A todos agradar
E se orgulhar.

A natureza é uma beleza
Desde o homem e a mulher
No diluvio Deus preservou
Cada espécie que criou
E ao mundo a beleza voltou.

A natureza é uma beleza
A humanidade deve preservar
Cada ser em seu habita-te
Quer muito ficar
Vamos preservar...

Aut: José Gomes Junior
19/03/17



O tempo.

O tempo depressa passa
Saudades e lembranças
O meu coração abafa
Querendo ele gritar
Tempos que se foram
E me fazem chorar
Tempos esses que
Jamais voltará...

O tempo depressa passa
Noites e dias, depressa á passar
Ao universo quero gritar
Gritar e gritar
Sem parar
Saudades que vem doer
O coração á sangrar
Lágrimas á rolar...

Acalma- te coração
O tempo jamais voltará
Não adianta chorar...

Jose Gomes Junior.
13/03/17


ESQUECERAM- ME.

Esqueceram- se de mim
A vida é mesmo assim
Mas não faz mal
Todos somos igual
E o esquecer hoje
Parece ser normal
A não ser que a pessoa
Ou um verdadeiro amor
Seja muito especial...

Esqueceram- se de mim
Eu sinto muito sim
Nem dou a perceber
Se você me esquecer
Embora meu coração
Venha muito sofrer
Por ele muito te querer
A mania de gostar
E querer amar...

O esquecer só nos faz lembrar
Quando a alma começa a chorar!

Aut: José Gomes Junior.
14/03/17


Em cada rosto.

Em cada rosto
Procuro o seu
A saudades bateu
Não deixo de procurar
Em meus sonhos
Vou te encontrar
Implorando a Deus
Que não me deixes chorar.

Sabendo de amor incondicional
A todos sei que não sou igual
Mesmo que eu venha a chorar
Deus vai me confortar.

A tristeza vai me maltratar
Mas um dia, ela vai acabar
Guando na eternidade
Eu irei morar...

Aut: Jose Gomes Junior.
17/03/17